Walmart encerra vendas online no Brasil: saiba por que e entenda os impactos

Como vender mais no Dia dos Namorados 2019
3 de maio de 2019
Como emitir Nota Fiscal pelas vendas realizadas?
17 de maio de 2019
Mostrar Todos

Em 10 de maio, a Walmart encerrou as vendas online no Brasil, decidindo focar na operação em lojas físicas de atacado e varejo. Ela tomou essa decisão por causa da reestruturação na forma de negócio realizado pela empresa.
Agora o foco está todo concentrado nas lojas físicas Walmart, que conta com 400 unidades no país. O novo objetivo é o desenvolvimento de uma estratégia de omnichannel que proporcione a integração entre a venda offline com a online. A ideia surgiu após a compra de parte da empresa pelo Advent International.
Mas, a verdade é que as vendas pela plataforma online não estavam indo bem. Nos últimos anos, ela parou com a venda de seus próprios produtos, passando
a ser só um marketplace. Mesmo assim, as vendas realizadas eram poucas quando comparado com outros. Diante desse quadro, a Walmart decidiu terminar com a venda online.

Lojistas e consumidores

A Walmart afirmou cumprir com todas as cláusulas dos contratos com lojas e clientes presentes no marketplace. Ela vem fazendo o pagamento dos valores para aos cerca de três mil lojistas que apresentavam os seus anunciavam produtos na plataforma. Também, afirmou cumprir com os deveres de suporte para os consumidores.
Muitos funcionários que cuidavam do Walmart, online foram demitidos pelo encerramento das atividades. Poucos continuam trabalhando, auxiliando o atendimento conforme as demandas de pedidos já feitos no site.

Vendendo sem o Walmart

Apesar do fim das atividades da Walmart, os marketplaces ainda possuem um grande potencial para os negócios realizados nesse tipo de negócios. Eles ainda são uma boa ferramenta para que pequenas, médias e, até grandes marcas se expandam no mercado de venda online. Para pessoas físicas e lojas que vendiam os seus produtos no site podem fazer
a migração de suas operações para outros marketplaces. O importante para conseguir se manter nesse tipo de negócio é diversificar os canais para a venda dos produtos, para criar uma dependência ficando dependente de uma única plataforma para as vendas.

Principais marketplace

Mercado Livre

O Mercado Livre é um dos marketplaces mais conhecidos, populares e tradicionais do país. Ele é o grande líder em acesso desse segmento no Brasil, possuindo mais de 154 milhões de usuários atuantes, com produtos divididos em 28 mil categorias e fazendo mais de 6 compras por segundo.

Amazon

A Amazon, também, é um dos principais do seguimento, sendo é um dos principais grupos de e-commerce do mundo todo, com o registro de 300
milhões de usuários. No Brasil, as suas operações, ainda, possuem restrição e apenas os livros estão sendo comercializados

Elo7

A Elo7 possui o foco no comércio de produtos criativos, como o artesanato. A plataforma já conta com 80 mil lojistas parceiros e possui um portfólio com
cerca de 3,5 milhões de produtos.

ShopFácil

O ShopFácil é um marketplace de canal de vendas pertencente ao grupo Bradesco que permite que os lojistas parceiros cadastrados vendam os seus
produtos que são divididos em diversas categorias.

Receba Novidades e Informações Para Otimizar Suas Vendas Nos Marketsplaces
Sim, desejo alavancar as minhas vendas online de forma consistente.
Adriana Duarte
Adriana Duarte
Consulta Comercial
Apaixonada Por E-commerce
Suporte: http://www.markets.com.br/suporte
Comercial: http://www.markets.com.br/contato